Olá, entre em contato com a redação via e-mail: humbertoruy@gmail.com

Maracap, realizando sonhos! Prêmios do sorteio do próximo domingo (17/12).

Tutóia: Não será construído nenhum presídio em nossa cidade... Graças a Deus!

Em conversa com o delegado de Tutóia, dr. Rubens Sergio e com o diretor adjunto da unidade prisional, sr. Ramon Rodrigues, o blog foi conhecer melhor as instalações do prédio da DP que se tornou uma UPR.

Diretor adjunto da UPR, Ramon Rodrigues e delegado dr. Rubens Sergio
Andando pelas instalações com o sr. Ramon, o diretor da UPR, nos informou que a instalação não se trata de um presídio e sim de uma Unidade Prisional de Ressocialização, disse que Tutóia não possui as condições estratégicas para uma construção milionária como a de um Presídio, pois são construídos com mais frequência próximos de grandes centros, com localização estratégica e com infra-estrutura local como estradas e demais fatores acompanhando os requisitos que não são compatíveis com a realidade da região de Tutóia. O que já é uma ótima notícia!

O dr. Rubens Sergio, delegado, nos passou que a Unidade Prisional veio para garantir mais segurança com os presos da UPR que são da comarca de Tutóia e de Paulino Neves, tendo em vista que hoje a equipe carceraria é maior e que possuem equipamentos de qualidade e a altura para controlar qualquer situação e que poderá ser usado inclusive na segurança da cidade caso necessário, o que é um avanço pois antes só existia um carcereiro desarmado se arriscando sozinho para vigiar 30 detentos.

Questionado sobre as obras e sobre a ampliação da atual estrutura da delegacia, o sr. Ramon nos passou que não haverá ampliação do prédio e sim uma adequação, como a construção de uma divisão interna que irá separar o espaço da delegacia com o espaço da UPR e que não será construída mais duas celas e sim que duas salas que já existem serão reformadas e convertidas para celas, onde ao todo a Unidade Prisional terá capacidade para 90 presos.


A UPR conta com assistentes sociais, enfermeiros, psicólogos, carcereiros, chefe de plantão, auxiliares, seguranças e demais profissionais.

O sr. Ramon Rodrigues, diretor adjunto da UPR nos informou que hoje em dia o sistema penitenciário tem várias oficinas de trabalho, onde em breve uma delas será implantado na unidade de Tutóia, onde os presos irão trabalhar em uma fabrica de bloquetes que serão usados para o calçamento das ruas de nossa cidade, que alem dos bloquetes, também existe a fabricação de chinelas, vassouras, sabão, bolas, etc. Mais uma boa noticia!

Foto: Divulgação
Levando em consideração que realmente a nossa delegacia não irá se transformar em um presídio e sim em uma UPR e que isso significa mais estrutura para as policias Militar e Civil, amparo para as famílias que não tem culpa das atitudes indevidas de seus parentes presos, que os presos serão somente os de Tutóia e Paulino Neves e que os mesmos irão trabalhar na construção de recursos que ajudarão no desenvolvimento estrutural de nossa cidade, eu avalio tudo isso como algo positivo, tendo em vista que não será construído um presídio em nossa cidade e avaliando as inviabilidades que graças a Deus impedem que o governo do Estado construa um aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário