quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Turbulência Política em Tutóia provoca incertezas na população

Foto: Divulgação
É notório as turbulências ocorridas na política de Tutóia, que tem provocado um rol de incertezas nas mais diversas camadas sociais. Nos últimos dias, uma paralisação dos professores tem sido um dos maiores entraves e motivo de insatisfação popular com a gestão, em decorrência do atraso salarial em 50% dos vencimentos dos docentes da Rede Pública Municipal, já justificado pela administração e não aceito pela categoria.

Na câmara, não é nada bom o clima entre os poderes Legislativo e Executivo, onde uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) foi instalada para averiguar o não envio das cópias dos processos solicitados de licitações realizadas durante o ano. É sabido por todos que compreendem o mundo político, que governar sem a maioria do parlamento, é caminhar em horizonte instável.

A atual gestão, foi eleita legitimamente com a maioria dos votos, mas verdade seja dita, amarga índices estratosféricos de rejeição popular em tempo recorde, problemas que são costumeiros ao fim de um mandato, mas que chegam de forma devastadora em apenas 10 meses do atual governo. Onde está o erro? É necessário modificar as peças e buscar mecanismo que possam solucionar os problemas que viraram bola de neve e prejudicam a todos de forma demasiada?

Até corte de energia em prédio público, que no início foi feito parcelamento e tão bem propagou-se, ocorreu e é mais um demonstrativo que alguém está errando e prejudicando ferozmente a gestão perante a opinião pública.

É sabido por muitos, não existe ninguém com vara de condão ou super  poderes numa gestão pública, que num passe de mágica dará solução a tudo, o que existe e deve ser regra, é o planejamento,  os ajustes e os cortes, inerentes a tempos de crise.

"Se na sua casa o orçamento diminuiu, você faz cortes no que considera excesso, mas jamais cortará o básico, caso contrário, perderá energia e vitalidade". Do mesmo modo, pode ser aplicado na gestão, basta ter reação para tal.

Todos estes fatos, poderão causar um retrocesso na gestão da política de Tutóia, pois os tradicionais políticos que dominaram o cenário dos últimos anos, que muito contribuíram para a atual situação do município, já se intitulam de salvador da pátria, visando voltar ao poder.

Não existe solução pronta, o rumo é a discussão e construção de um plano em equipe, onde o diálogo deve permear qualquer desconforto. O sentimento de mudança de 1 ano atrás, que promoveu a mais comemorada das vitórias numa eleição nos últimos pleitos, hoje discorre para um sentimento de incertezas, insatisfações e desejo repentino de mudança. Se não houver reação, se não houver ajustes e mudança de métodos, assistiremos o declínio de um projeto da forma mais precoce e cruel já vista na história política de nossa querida Tutóia.

Recebi este texto de Autor Desconhecido e o publico hoje. Via blog do Elivaldo Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário