Olá, entre em contato com a redação do blog através do e-mail: humbertoruy@gmail.com

Pré-candidatura ao Senado é irreversível, diz José Reinaldo

Foto: Divulgação

O deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB) desembarcou em Imperatriz na tarde de ontem. Ele disse que veio visitar amigos e depois voltará para compromissos políticos visando as eleições de 2018. Em visita a O PROGRESSO, o ex-governador afirmou que sua pré-candidatura ao Senado é irreversível, seja ou não com o apoio do governador Flávio Dino (PCdoB).

José Reinaldo observa que é um político municipalista e tem o apoio de muitos prefeitos, o que lhe garante todas as condições para disputar a eleição de senador. Como deputado, tem se empenhado na resolução dos problemas dos municípios maranhenses. Ele destaca a sua ligação com o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), de quem tem total apoio no seu projeto de chegar ao Senado.
Lembrado que no grupo liderado pelo governador Flávio Dino há quatro pré-candidatos a senador – além dele, Eliziane Gama, Weverton Rocha e Waldir Maranhão -, o deputado afirmou que tem a certeza de que será um dos dois integrantes da chapa ao Senado. E caso não fosse escolhido, se manteria na disputa. “Serei candidato de qualquer jeito”, assegurou.

O deputado descartou voltar a integrar o grupo Sarney. Segundo ele, não há motivo para deixar o grupo, do qual se considera o “construtor”.

José Reinaldo reafirmou a sua decisão de deixar o PSB. Observou que o partido está seguindo uma linha de esquerda e se esquecendo dos ideais do ex-governador Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo quando fazia campanha à Presidência da República. “Não tenho perfil para ser de esquerda”, assinalou. José Reinaldo votou a favor do presidente Michel Temer, contrariando decisão do partido.

Ele informou que está decidido a se filiar ao Democratas (DEM), partido de centro, atendendo convite do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Para o deputado, o partido terá grande importância na eleição do próximo ano. Ele acredita que o DEM ganhará vários deputados e será protagonista na disputa pela Presidência da República.

Segundo José Reinaldo, ele não teria problema em ser candidato de Flávio Dino, com o DEM sendo contra Lula, provável candidato do governador. O deputado revela que Flávio Dino deve adotar a mesma tática de 2014, quando subiu nos palanques de Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB) e Dilma Rousseff (PT).

O Progresso / Texto: via Blog do Garrone