Olá, entre em contato com a redação do blog através do e-mail: humbertoruy@gmail.com

Durante encontro com Uchôa, Roseana lembra das cabeças decapitadas em Pedrinhas

Encontro de Roseana e Uchoa aconteceu na
casa de Sarney, no Calhau, nesta
sexta-feira (25).
Responsável pela maior crise da área de segurança pública do Estado do Maranhão, o delegado de Polícia Civil Sebastião Uchôa reencontrou na tarde desta sexta-feira (25) a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), durante visita na casa de Sarney, no bairro do Calhau em São Luís.
No encontro que também estava presente o ex-chefe da Casa Militar no governo da peemedebista, coronel Vieira, o trio lembrou do horror que ganhou destaque na imprensa nacional em 2014, quando cabeças de detentos foram decapitadas nas cadeias do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
Naquela época, o secretário de Estado de Justiça e Administração Penitenciária era exatamente Uchoa, que mostrou incompetência e falta de habilidade frente à pasta.
No auge da crise penitenciária do governo Roseana, a administração dos presídios do estado foi entregue ao amigo e sócio da família Sarney que, em 2002, a socorreu quando a PF encontrou 1,3 milhão de reais na sede da empresa de seu marido, Jorge Murad.
Na gestão Uchôa/Roseana, tudo em Pedrinhas era terceirizado, o que naturalmente, facilitava a corrupção dentro das cadeias do Complexo. Sem contar que na gestão Uchoa aconteceram sucessivas rebeliões com fugas e mortes de detentos.
Quando vejo a imagem de Roseana&Uchôa, não tenho como esquecer que em meio àquela crise, o governo peemedebista encomendou lagosta. Criticado, substituiu o pedido por caviar.
Sem controle, e portanto, diante a inoperância do Estado, o então Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo teve que vir ao Maranhão tentar conter o massacre em Pedrinhas.

Blog Domingos Costa