Olá, entre em contato com a redação do blog através do e-mail: humbertoruy@gmail.com

Opositores já começam a cercar Flávio Dino no 2° maior colégio eleitoral do MA

Senador Roberto Rocha inaugurando seu escritório em Imperatriz ao lado do prefeito da cidade, Assis Ramos
Senador Roberto Rocha inaugurando seu escritório em Imperatriz ao lado do prefeito da cidade, Assis Ramos
A eleição ao Governo do Maranhão em 2018 promete ser a mais acirrada da história política do Maranhão. Isso porque o grupo Sarney, que dominou durante anos o Estado, enfrentará o Palácio dos Leões sob o comando de um ex-juiz federal que detém um enorme controle em todas as esferas.
O governador Flávio Dino (PCdoB) também terá grande dificuldade para se reeleger diante das articulações que a família Sarney vem fazendo nos bastidores para retornar Roseana ao comando do governo.
O cerco a Flávio teve início no ano passado, quando todo grupo Sarney caiu em campo para eleger o delegado de Polícia Civil, Assis Ramos, como prefeito de Imperatriz. E conseguiram: o delegado, que estava em último nas pesquisa, comanda agora o segundo maior colégio eleitoral do Maranhão.
Imperatriz sempre foi uma cidade ‘antisarneysista’, mas quebrou parte dessa resistência elegendo um aliado da família Sarney, que vem trabalhando para diminuir sua rejeição na cidade.
Se não bastasse um prefeito que faz parte do grupo Sarney, agora se instala na cidade o senador Roberto Rocha, ex-aliado de Flávio Dino que rompeu com o governo após brigas internas dentro do grupo.
Aliados em 2014, Roberto Rocha e Flávio Dino vão se enfrentar em 2018
Aliados em 2014, Roberto Rocha e Flávio Dino vão se enfrentar em 2018
Ontem (06), Rocha inaugurou um escritório de representação política em Imperatriz, com a presença de lideranças políticas de todo o Maranhão, inclusive do prefeito Assis Ramos.
Também candidato ao governo em 2018, o senador teve a iniciativa de abrir um escritório política na cidade visando atender as demandas da população Tocantina, com todos os municípios que integram a região Sul do Maranhão.
Roberto Rocha será mais uma dor de cabeça para Flávio Dino. Como fez parte do seu grupo em 2014 é natural que o senador afetará sua votação, principalmente por ter relação com os prefeitos da base governo, que podem lhe declarar apoio.
Na avaliação da classe política, a entrada de Roberto Rocha na disputa eleitoral poderá provocar um segundo turno entre Roseana e Flávio. Aí a briga promete ser feia e de gente grande.
O certo é que a instalação do escritório político do senador no Sul do Maranhão é o começo de um cerco que opositores estão fazendo para minar a releição de Flávio Dino.
Luis Pablo