Olá, entre em contato com a redação do blog (98)98479-3882 ou humbertoruy@gmail.com

Prefeitura de Tutóia gasta quase 200 mil só com diárias no ano de 2017

No primeiro ano de governo do atual gestor municipal, a Prefeitura Municipal de Tutóia gastou exatos 175.050,00 reais com pagamento de diárias para estadias e custos de viagens para secretários, prefeito e membros do governo.
Atualmente, Tutóia vem passando por uma enorme crise financeira com vários meses de salários dos contratados da educação e demais áreas da administração atrasados, pagamentos de prestadoras de serviços e até mesmo com divida de 40% do salário dos concursados da Educação referentes ao mês de dezembro que já teve o pagamento da primeira parcela com 10 dias de atrasos.

O governo de Tutóia tem uma equipe financeira competente como a equipe jurídica?


Exclusivo: Alvará de Penhora expedido pelo TJDFT pode inocentar ex-presidente Lula

Foto: Reprodução / Google Imagens

POR MINO PEDROSA


Este jornalista traz com exclusividade a decisão da juíza da 2ª Vara de Execução e Títulos no Distrito Federal, Luciana Torres de Oliveira, que chancela como proprietária do polemico tríplex, a empreiteira OAS EMPREENDIMENTOS.

A decisão da juíza contradiz frontalmente a força tarefa da operação Lava Jato. O nó da forca que apertava o pescoço do ex-presidente Lula no julgamento do dia 24 de janeiro pode afrouxar e livrá-lo do cadafalso.

Os advogados do ex-presidente apresentaram ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região documentos referentes a penhora do apartamento tríplex do Guarujá em nome da empreiteira OAS EMPREENDIMENTOS, publicados com exclusividade no site Quidnovi, por este jornalista.
Documentos referentes a penhora do
apartamento do tríplex no Guarujá
A petição dos advogados do ex-presidente Lula, ao desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da 8ª Turma que julga os recursos da Operação Lava Jato, será anexada aos documentos do processo que tramita em Porto Alegre, que atribui o tríplex do Guarujá ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A juíza Luciana Torres de Oliveira, que determinou a penhora de quatro apartamentos, entre eles, o tríplex, expediu alvará confirmando que a verdadeira proprietária do imóvel é a empreiteira OAS.

Segundo o advogado de defesa do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, o fato de a matrícula estar em nome da OAS empreendimentos, comprova que o imóvel pertence à empresa, e não ao ex-presidente. Segundo ele, os novos documentos devem ser levados em consideração no julgamento do recurso.  A “OAS sempre foi e continua sendo a proprietária desse apartamento tríplex”. “Além da OAS se comportar como proprietária envolvendo o apartamento em operações financeiras com fundos da  Caixa Econômica Federal, agora, o apartamento também está respondendo pela dívida da mesma OAS por determinação judicial”. Agora é a justiça, por meio da juíza Luciana Torres de Oliveira, que está reconhecendo a OAS empreendimentos, como proprietária do imóvel, pelo alvará de penhora.

Os advogados do ex-presidente Lula anexaram as reportagens publicadas de autoria deste jornalista em sua defesa.

O site quidnovi publica agora, também com exclusividade, o documento Termo de Penhora expedido pela juíza, Luciana Torres de Oliveira da 2ª Vara de Execução e Títulos no Distrito Federal, expedido em favor da empresa MACIFE SA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, CNPJ 33.034.208/0001-80.


Exclusivo: Site QuidNovi.com.br

Prefeitura de Santana do Maranhão protocola documento falso no TCE

A prefeitura de Santana do Maranhão, administrada por Francisco Pereira Tavares, o Fransquim, é acusada de forjar uma ata de reunião (cópia ao lado) relativa às metas fiscais do quadrimestre, de janeiro a abril do ano passado. Segundo a denúncia, a gestão municipal ainda teve a audácia de protocolar o documento adulterado no Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), sob o número 6988/2017.
De acordo com a Ata fajuta, a Audiência aconteceu no dia 26 de maio de 2017, no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores, com a finalidade de apresentar a prestação de Contas do Executivo, relativa às metas fiscais do primeiro quadrimestre da gestão.
No entanto, a reunião nunca aconteceu, conforme informou ao Blog do Domingos Costa, o presidente da Casa, Jaqueilson de Oliveira, o Branco do Riacho (PRP). “Nunca recebi, autorizei, e sequer participei ou tive conhecimento de quaisquer Audiência nesse sentido”, relatou o vereador.
O documento apontado como fraudulento, diz em seu texto, que a audiência foi convocada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Administração, presidida pelo contador Thiago Dantas Monteiro, que “saudou os presentes e entregou o demonstrativo de execução de metas orçamentária, conforme Art. 9º, § 4º, da Lei Complementar nº 101/2000”, diz trecho da Ata.
A falsificação continua sustentando que o contador Thiago iniciou sua explanação apresentando o desempenho fiscal do município no período mencionado. Dantas Monteiro, ainda segundo o protocolo, também apresentou o Relatório Resumido da Execução Orçamentária – RREO, as Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino – MDE, e as Despesas com Ações e Serviços Públicos de Saúde – ASPS. “Nada mais havendo a tratar, o contador Thiago Dantas Monteiro, encerrou a audiência pública”, encerra o texto.
– Outro lado
Procurado pelo Blog, o contador alega que a assinatura no documento não é de sua autoria. “A assinatura número nove não é a minha, eu também sou vítima de quem falsificou esse documento, pois meu nome consta nele”, disse Thiago Dantas Monteiro.
– Nome de vereadores da oposição 
Uma das fraudes descaradas na Ata – como mostra a cópia neste post – exibe as assinaturas de dois vereadores que compõem a oposição à atual gestão municipal.
Na assinatura número 12, aparece o nome da vereadora Elda Soares de Souza Diniz (DEM); e um pouco mais abaixo surge a assinatura número 15, que seria do vereador Raimundo Ribeiro de Farias, o Carmelito (PSB). Ambos afirmam não ter participado da Audiência, que segundo eles, nunca aconteceu.
Via Domingos Costa

Flávio Dino x Roseana Sarney: Improvável duelo eleitoral

- Por Robson Paz

O duelo eleitoral entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) parece cada vez mais improvável. A mdebista apostava em três fatores para entrar na disputa pelo governo do Estado: viabilidade eleitoral, apoio político e poderio midiático.

Com base nesse tripé, o plano do grupo Sarney era consolidar o projeto até dezembro de 2017. Janeiro chegou e todos os cenários são amplamente desfavoráveis à tentativa do sarneísmo voltar ao poder.

No âmbito eleitoral, as pesquisas divulgadas pela TV Difusora e pelo Jornal Pequeno, em dezembro passado, mostraram favoritismo do governador Flávio Dino à reeleição.

Além de ver Dino liderar com mais de 60% dos votos válidos, Roseana Sarney, variando entre 27% e 30% das intenções de voto, tem a maior rejeição entre os pré-candidatos, segundo dados dos Institutos Exata e Datailha

Na seara política, a desvantagem de Roseana Sarney é ainda mais visível. Enquanto o governador comunista manteve praticamente intacta a aliança que o levou ao Palácio dos Leões, em 2014, a mdebista amarga quase completo isolamento. A maioria dos partidos historicamente aliados do sarneísmo anunciou apoio ao governo e à pré-candidatura do PCdoB.

Ao menos seis legendas PRB, PP, PR, DEM, PROS e PTB estarão na aliança liderada por Flávio Dino.

Não por acaso, o ex-senador José Sarney vetou a nomeação do deputado federal Pedro Fernandes (PTB) para o Ministério do Trabalho. A desesperada tentativa de recuperar o apoio do PTB tinha o simbolismo de um troféu a ser exibido pelo chefe maior da oligarquia como demonstração de força para os políticos. Deu com os burros n’água!

A postura firme, leal do presidente do PTB escancarou ao Maranhão e ao Brasil, a política coronelista e retrógrada praticada por Sarney e a candidatura caricata de Roseana Sarney.

– Mas, Sarney é detentor de um império midiático capaz de causar avarias na imagem de governos e políticos. Diria, um observador!

Sim, verdade que Sarney tem um oligopólio de comunicação encabeçado pela afiliada da Rede Globo, dezenas de emissoras de TVs e outras tantas de rádios, jornal e portal de internet. De fato, não é desprezível!

Contudo, o ambiente da comunicação do Maranhão não mais permite a criação de factóides como a “morte e ocultação de cadáver de Reis Pacheco”, sem a devida constatação da verdade com a celeridade e pluralidade propiciada pela internet e redes sociais.

Ademais, pelo menos, metade da população do estado não se informa pela TV Mirante, pois acessa TV por parabólica. Cada vez maior também é o índice da população com acesso à internet, especialmente via celular. Isto é, com informações ao alcance das mãos.

Com o revés do clã Sarney nos campos eleitoral, político e midiático, restam-lhes a influência sobre o presidente Michel Temer e o apoio deste para Roseana Sarney. Recente pesquisa divulgada pelo Ibope mostra que 90% dos eleitores não votam em candidatos que apoiam o governo Temer.

Decerto, uma temeridade para a improvável candidatura de Roseana Sarney. O Maranhão está próximo de livrar-se de vez do passado coronelista.

- Radialista e jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Rádio Timbira AM.

Contas públicas do Maranhão melhoram em 3 anos, segundo O Estado de S. Paulo

Foto: Reprodução
A manchete do jornal O Estado de S. Paulo desta terça-feira (16) traz um levantamento sobre a piora da situação fiscal dos Estados em geral – ou seja, na forma como eles estão lidando com o dinheiro público. Apenas cinco Estados tiveram melhora nas contas públicas nos últimos três anos. Entre eles, está o Maranhão.

“Os Estados de Alagoas, Paraná, Ceará, Maranhão e Piauí foram os únicos cujas contas não se deterioraram nos últimos três anos”, afirma a reportagem. O período é o mesmo da atual administração do Governo do Maranhão.

Enquanto a maioria aumentou o déficit, o Maranhão teve variação positiva de 0,4% de 2015 a 2017. Ou seja, desde que o governador Flávio Dino assumiu o cargo, a saúde fiscal do Maranhão melhorou – como têm apontado diversos estudos nacionais e independentes.

O resultado se torna ainda mais significativo ao levar em conta que o Maranhão tem vivido um dos mais robustos ciclos de investimentos públicos da história, com obras em todas as regiões do Estado

A situação do Maranhão contrasta com a da maioria do país, mostra a reportagem do Estadão: “O peso crescente da folha de pagamento e a queda de arrecadação provocada pela crise econômica fizeram com que em três anos – do início de 2015 ao final de 2017 – os Estados saíssem de um resultado positivo de R$ 16 bilhões para um déficit de R$ 60 bilhões em suas contas”.

Reconhecimento nacional

Na sexta-feira passada (12), o jornal O Globo já havia mostrado que o Maranhão é o segundo Estado que melhor controla os gastos em todo o Brasil.

Em dezembro, o Boletim de Finanças divulgado pelo Tesouro Nacional já havia mostrado que o Maranhão tem saúde fiscal mais sólida do que tinha em 2014. Em 2014, a nota da Capacidade de Pagamento (Capag) do Maranhão era C. Segundo o boletim do Tesouro divulgado na quarta-feira (6), o Maranhão agora tem uma nota B, desempenho que vem se mantendo desde 2015.

Segundo a classificação do Tesouro Nacional, as notas A e B indicam boa situação fiscal. Já os conceitos C e D sinalizam o contrário. O Tesouro Nacional é um órgão do Governo Federal.

Ou seja, entre 2014 e 2017, o Maranhão passou de uma situação ruim para um cenário adequado.

Além disso, em 2017, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro publicou estudo apontando o Maranhão como o segundo Estado com a melhor situação fiscal do país.

Fonte: Jornal Pequeno

Governo do Maranhão recebe novo helicóptero adquirido para combater a criminalidade

O Governo do estado do Maranhão recebeu nesta segunda-feira (15) mais um helicóptero  para o Centro Tático Aéreo em Presidente Dutra.


A nova base do Centro Tático Aéreo em Presidente Dutra irá melhora a segurança na região e continuar a diminuir a criminalidade.
Via: Blog do Foguinho

Roseana Sarney apreensiva com notícia de que Geddel está disposto a delatar

A Coluna Expresso, da Revista Época, traz hoje uma nota sobre a disposição do ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso desde setembro, em fazer acordo de delação premiada. Amigo íntimo da família Sarney, ele poderia gerar problemas, sobretudo com Roseana, com quem é suspeito de desviar R$ 18 milhões após enchentes no Maranhão em 2009.

Geddel Vieira Lima é tratado como um homem-bomba pela cúpula do PMDB. Em setembro de 2017, a Polícia Federal encontrou R$ 51 milhões em dinheiro vivo em um apartamento do ex-ministro em Salvador. Suspeita-se que o montante seja fruto de uma série de desvios envolvendo grandes figurões pemedebistas.

De acordo com a Coluna Expresso, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso em Brasília desde setembro, está disposto a negociar um acordo de delação premiada por saber que sua situação é difícil. Ele, no entanto, enfrenta dois problemas.

O primeiro é que o operador Lúcio Funaro detalhou informações que poderiam ser ditas por ele. O outro é que Geddel resiste a citar amigos do PMDB, incluindo Michel Temer. Sem isso, as chances de a colaboração prosperar são mínimas.

Entre esses amigos estão também José e Roseana Sarney. Uma investigação do governo federal apura o destino de parte dos recursos repassados ao Governo do Maranhão em 2009 com o objetivo de recuperar rodovias em quase 70 municípios do estado.

Os recursos deveriam ter recuperado rodovias após uma enchente no estado. Uma auditoria interna do Ministério da Integração Nacional orienta a glosa de R$ 18 milhões – com valores atualizados – em contrato realizado por aquele órgão e o governo do Estado.

Geddel Vieira Lima, hoje preso com dinheiro vivo em seu apartamento, era o ministro à época. E Roseana Sarney, a governadora. Parte dos processos também foi assinado por seu vice, o hoje senador João Alberto.

O clima entre os sarneysistas é de apreensão em relação a uma possível delação premiada de Geddel.

Fonte: Blog do Garrone

Val Produções comunica: O evento réveillon em Barreirinhas com o caminhão Alex som foi transferido para o club Arena Show.

COMUNICADO!!! 
Atendendo a uma determinação do ministério público de Barreirinhas, comunicamos que o evento réveillon em Barreirinhas com o caminhão Alex som foi transferido para o club Arena Show. Informamos que a programação segue inalterada e pedimos desculpas pelo ocorrido. #Novo_Local #Arena_Show

Devido a supostas irregularidades gritantes, Prefeitura de Tutóia suspende repasse mensal a Apae

Devido a não prestação de contas e demais supostas irregularidades, a Prefeitura Municipal de Tutóia, decreta a suspensão do repasse mensal a Apae de Tutóia.
Segundo decreto, a entidade fez contratos de quase 10 mil reais com escritório de advocacia com o mesmo sobrenome da presidente da entidade que é esposa do atual vice-presidente da Câmara de Vereadores, Enilson Santos.


Fonte: Prefeitura Municipal de Tutóia

Debandada de aliados ameaça futuro do clã Sarney no Maranhão

José Sarney e a filha, Roseana, que deve disputar o governo do Maranhão,
em momento difícil para clã.
A eleição de 2018 ruma para ser um divisor de águas na história do Maranhão. Depois de meio século de influência política, o clã Sarney tentará retornar ao Palácio dos Leões vendo sua base derreter e aliados históricos debandarem em razão das derrotas nas últimas duas campanhas.
Sinal dos tempos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), 72, não deve apoiar o nome de José Sarney (MDB) para fazer frente ao que pode se tornar o ocaso de sua era.
Se concretizada, a aliança com o governador Flávio Dino (PCdoB), 49, que tenta se reeleger, tirará pela primeira vez o PT nacional da órbita do emedebista desde 2002.
Em uma demonstração de que a família chega a essa encruzilhada sem sucessores à altura, Sarney, 87, precisou convencer seu principal ativo, a filha, Roseana (MDB), 64, a disputar o governo.
O cenário para ela é adverso. Dos 217 municípios, Dino conta com o apoio de 180 prefeitos. Quadros historicamente ligados a Sarney, como o ex-ministro Gastão Vieira e os deputados Pedro Fernandes (PTB), Cleber Verde (PRB) e André Fufuca (PP) estão com o governador.
Além de procurar oferecer um sobrenome alternativo, Ricardo Murad (PRP), 61, cunhado de Roseana, lançou-se candidato a governador em uma estratégia para pulverizar a disputa e tentar provocar o segundo turno.
"Pelo que conheço dele, Sarney é a favor de candidaturas outras, sem ser só da Roseana. Ele sabe que hoje ninguém tem maioria sozinho", disse Murad. "A classe política o idolatra, mas ele não conseguiu impedir o pessoal de sair [de sua base]. Quer uma frase? Todo mundo está onde ele mandou estar: no governo."
Outros nomes afinados com o ex-presidente prometem surgir até junho, quando Roseana terá de formalizar se é de fato candidata ou não.
Sua disposição é recebida com cautela. Em 2016, ela ameaçou concorrer à Prefeitura de São Luís e recuou. Naquela como nesta ocasião, a classe política local não vê a mesma determinação de campanhas passadas.
Secretária da Casa Civil no governo Roseana, Anna Graziella Neiva afirma que a candidatura da emedebista é irrefreável e contesta a debandada de aliados. "Roseana ama o Estado e não abriria mão de lutar por ele. Já não temos mais agenda de tanto que nos procuram. Dos 217 [prefeitos maranhenses], pode botar 217", afirmou.
No realinhamento pré-eleitoral, o vice-governador Carlos Brandão deixou o PSDB e deve levar consigo parcela dos 30 prefeitos. O partido empossou o senador Roberto Rocha seu presidente estadual e deverá lançá-lo candidato a governador para fazer palanque a Geraldo Alckmin, na disputa à Presidência.

Fonte: Folha de São Paulo